Falta para meu peso ideal

falta para a segunda meta

Livros


Ana Carla                                          Ana em reforma 
Dentre tantos, puxei da estante um mais novo, do meu ídolo Chico (tudo o que esse homem faz é bom):


Fica aqui minha dica: LEITE DERRAMADO, de Chico Buarque.
Simbora aproveitar o final de semana!!

Bruna Amancio                               Outro Rumo 
ebooks Os Segredos da Mente Milionaria
 
Se as suas finanças andam na corda bamba, talvez esteja na hora de você refletir sobre o que T. Harv Eker chama de “o seu modelo de dinheiro” – um conjunto de crenças que cada um de nós alimenta desde a infância e que molda o nosso destino financeiro, quase sempre nos levando para uma situação difícil. Neste livro, Eker mostra como substituir uma mentalidade destrutiva – que você talvez nem perceba que tem – pelos “arquivos de riqueza”, 17 modos de pensar e agir que distinguem os ricos das demais pessoas.

 




Daniela de Paula Guedes              Dani - Superando desafios 

Sugestão de livro:Pollyanna Eleanor H. Porter IBEP Nacional   ISBN 8504009653
Título original: Pollyanna

Pollyanna

Trata-se da história de uma menina de onze anos, filha de um missionário pobre, que após ficar órfã, vai morar em outra cidade com uma tia rica, rígida e severa, à qual não conhecia previamente. Pollyanna ensina às pessoas de sua relação na nova comunidade o jogo do contente, que havia aprendido com seu pai no dia em que esperava ganhar uma boneca e recebeu um par de muletinhas. Seu pai lhe explicou que não existia nada que não pudesse ter dentro qualquer coisa capaz de nos fazer contentes, e ela então ficou contente por não precisar das muletinhas. E depois desse dia, criou o jogo de procurar em tudo que há ou acontece, alguma coisa que a faça contente, e o ensina sempre que encontra alguém triste, aborrecido ou mal-humorado.

Este livro pode servir de várias maneiras, certamente é um belo treino em ressignificação de conteúdo. E como diz Pollyanna: "Muitas vezes me acontece de brincar o jogo do contente sem pensar, a gente fica tão acostumada que brinca sem saber. Em tudo há sempre alguma coisa capaz de deixar a gente alegre; a questão é descobri-la."
Talvez com menos qualidade, mas certamente interessante, encontra-se em locadores de vídeo o filme sobre o livro, com o mesmo nome. 
Edna Barros                                    Reencontro Com Você 
"O destino não é uma questão de sorte; é uma questão de escolha. Não é algo pelo que se espera, mas algo a alcançar."
Willian Jennings Bryan

Sempre que pensamos nos nossos sonhos que não se realizaram, nas esperanças que frustaram, a primeira ideia que nos ocorre é a de pôr a culpa em algo, ou alguém a quem chamamos "destinos" ou "sorte", seja boa, seja má. Ora... Mas que sentido faz isso? Há gente que resolve tudo, conformando-se com frases como "É porque estava escrito nas estrelas"... ou: "Os astros resolveram assim." Dependendo da crença religiosa, recionalizamos: "Foi vontade de Deus." Inventamos as ideias mais absurdas para encobrir os nossos fracassos ou nossas falhas. A "sorte", somos nós que fazemos, boa ou má, de acordo co o nosso comportamento (pensar, planejar e agir). Shakespeare consegue resumir tudo numa frase de Júlio César, quando diz: "Os homens, em certos momentos, são senhores de seus destinos. O erro, caro Brutus, não está nas estrelas, mas em nós." (....) O sucesso não depende tanto das influências externas quanto das atitudes e resoluções interiores. Nosso destino não está nas estrelas, mas nas nossas próprias mãos. Podemos não ter o poder de mudar o mundo, mas podemos mudar a nós mesmos.

Gente esse trecho retirei do livro que estou lendo, Insight. A reflexão é otima. Então aproveitei para compartilhá-la. Todas as coisas acontecem em consequencia dos nossos atos, das nossas escolhas. Então uma boa dica: precisamos escolher certo! da melhor forma possivel, isso para depois nao ficar reclamando do que possa acontecer. Isso é em relação a tudo. Olhe bem, eu disse pra tudo!!!

Lindas espero que vocês tenham gostado.
Um bju
Enia Lopes                Tentando não me perder
Sugestão de um livro:
 A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS
Autor:
Markus Zusak


Sinopse: Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.



 Érica Menar Dantas

"QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO"
POR SPENCER JOHNSON

O livro apresenta uma parábola envolvendo quatro personagens: dois ratinhos, Sniff e Scurry, e dois "homenzinhos", Hem e Haw. O livro é uma alegoria que retrata os objetivos que cada um de nós temos e as mudanças a que estamos sujeitos durante a busca destes objetivos. Durante a leitura, o leitor pode observar que atitude cada personagem toma diante das adversidades da vida e pode acabar se identificando com um dos personagens.



Fabiane Rita B. Gonçalves           Simplesmente Fabiane

E essa semana temos que indicar um livro.. e eu recomendo: Homens são de Marte, Mulheres são de vênus

Amei esse livro...

John Gray transformou suas anotações no grande best-seller do entendimento. Um guia seguro para que um homem entenda, por exemplo, que o desabago é uma atitude tipicamente feminina. E a mulher perceba que se trancar a sete chaves com seus problemas é uma atitude masculina. Servindo de intérprete entre linguagens diversas, Gray não garante a volta ao Paraíso, mas aponta o caminho.

Eu gostei muito desse livro, e não largo ele, pra tentar entender a cabeça dos homens rs...

E para com algumas paranóias q nós mulheres temos em relação a eles ne...


Fabíola Cruz                 DIÁRIO DO MEU EMAGRECIMENTO

Comer Rezar Amar!!!!!

Olá, minhas lindas!!!!!

Como estão? Eu estou cansadíssima!!! Tenho saído esgotada do trabalho...

Conforme tenho visitado vcs, vejo que a maioria está no mesmo barco: cansadas seja com o trabalho, seja com as tarefas do dia a dia, então resolvi vir dar uma sugestão de leitura.

Em dezembro comprei o livro Comer Rezar Amar, mesmo não tendo assistido o filme. Amigas, eu, simplesmente, devorei o livro. Muito bom!
Muitos fatores me levaram a querer mudar minha vida e esse livro faz parte desse divisor de águas!
Ontem, arrumando meu armário, voltei a ler algumas partes.

Vejam a sinopse:

"Um divórcio traumático e a perda do sentido da vida. Este é o principal mote para o início da viagem de libertação feita pela autora Elizabeth Gilbert em “Comer Rezar Amar”, grande sucesso literário e recentemente adaptado para o cinema.

O trauma sofrido pela autora a leva por uma viagem na tentativa de reerguer sua vida profissional e espiritual. Saindo de sua zona de conforto, passa pela Itália, Índia e Indonésia. Em cada um dos países, descobre os prazeres de vida. Aprende italiano por puro prazer, delicia-se com os quilos extras que ganha (e que eram necessários depois da perda de peso com o divórcio) e conhece facetas diferentes de cada lugar por onde passa.

A libertação prossegue pela Índia, onde aprende a meditar e consegue efetivamente esquecer dos ex-amores. Aprende a lidar com a diferença de cultura, de hábitos e conhece novos amigos por onde passa. Finalmente, na Indonésia, conhece um novo amor , seguindo os conselhos dados pelo amigo americano na Índia. E a vida começa a tomar fôlego novamente.

Extremamente espirituoso , o livro é uma leitura suave e divertida. Em sua busca espiritual por Deus, a autora trava discussões divertidas com sua mente, relatadas de forma como se a mesma estivesse presente de várias formas, ora sem dizer uma palavra, em outras opinando nas ações da autora. Os personagens ao longo da história também são igualmente divertidos e atuam como os contrapontos da personagem, que vão ensinando lições de vida em cada etapa da reerguida espiritual".




É isso, amigas, fica a dica!
Letícia A S Mariano             mulheres são especiais
EM SEUS PASSOS O QUE FARIA JESUS?
Autor: Charles M. Sheldon
Em Seus Passos Que Faria Jesus? desafia os cristãos a seguir os passos de Cristo em toda e qualquer situação. Este livro proporciona entretenimento, reflexão e desafios raramente encontrados na literatura cristã.


Sinopse: Nessa obra, o reverendo Henry Maxwell, pastor da Primeira Igreja da cidade de Raymond, vive honestamente sua vida confortável e sem contratempos, até o dia em que surge em sua igreja um homem pobre e necessitado. O episódio o leva a questionar valores e colocar seu modo de vida e prioridades em perspectiva, colocando diante de si a seguinte questão: "O que Jesus faria?".


A partir disso, decide propor aos fiéis de sua igreja que se comprometam durante um ano a não fazer nada sem antes perguntar o que Jesus faria na mesma situação. O desenrolar da história descreve a experiência, tanto de satisfação e realização pessoal, como também de conflito e incompreensão que as pessoas vão tendo à medida que se empenham em seguir a proposta apresentada
.

Luciana de Lima B. Nascimento     chega de efeito sanfona 

mês do lazer sugestão de um livro: eu sugiro a menina que roubava livros de markus zusak





Michelle C. Z. Santos                       Revelações  

Sugestão de livro: Eu amoo ler, então indicar apenas um livro é difícil, mas vou tentar...rsrs
A minha sugestão é de um livro que li ano passado...muito bom mesmo! Não consegui parar de lê-lo nem por um minuto...Imagine que você está vivendo sua vida, como qualquer outra pessoa, mas uma situação de escolha se apresenta de repente e você se sente numa encruzilhada, obrigada a tomar uma atitude que pode alterar o rumo da sua existência...é sobre essas escolhas da vida e suas consequências que o livro "O mundo pós-aniversário" aborda de maneira envolvente.

O Mundo pós aniversário


Lionel Shriver
Editora Intrínseca

Sinopse: O mundo pós-aniversário aborda o relacionamento aparentemente sólido de um casal de americanos radicado em Londres. Ele é um disciplinado pesquisador de um instituto de estudos estratégicos; ela, uma acomodada ilustradora de livros que depara com uma vontade incontrolável de beijar outro homem: um velho amigo do casal, impetuoso jogador de sinuca que figura no topo do ranking do esporte, um dos mais populares entre os britânicos.

Capítulo a capítulo, Lionel Shriver nos oferece dois desdobramentos do futuro dessa mulher sob a influência de dois homens radicalmente diferentes, e assim escreve duas histórias. A partir daquele único beijo, retrata alternativas para união e rompimento, e explora as consequências e as motivações mais íntimas de uma escolha.

Determinar qual seria o melhor caminho não é óbvio nem fácil, mas a análise dos dois destinos em que a autora enreda os personagens e os leitores é memorável. Escrito com a sutileza e a sagacidade que são as marcas registradas da obra de Lionel Shriver, O mundo pós-aniversário é um apelo para aquele "talvez" que intriga e provoca todos nós.

Vale muito a pena ler!


Patrícia Zandonadi  Blog Balão fui lá e venci
Orgulho e Preconceito
 
 
O que falar desse livro? Sou apaixonada por Mr. Darcy e Elizabeth Bennet, já li e reli umas trocentas vezes, comecei com o filme de 2005,( amo a versão de Matthew Macfadyen para Mr. Darcy, queria ele pra mim.... ), e o filme me levou ao livro, claro que ler o livro é mil vezes melhor, a riqueza de detalhes. Conta estória de uma família de classe média vitoriana os Bennet, que quer casar suas 5 filhas, com a vinda de dois amigos prósperos e de boa família (isso era muito importante, ter uma renda anual) a pequena cidade e as meninas Bennet ficam em polvorosa. Narra os bailes, as pequenas festas, o amor entre a irmã mais velha Jane o amigo de Darcy, Mr. Bingley, a separação deles por mal entendidos, a aversão inicial de Elizabeth por Mr. Darcy, aí o título inicial Primeiras Impressões, o encantamento de Darcy por Liz, e aos poucos o amor crescente de Liz por Darcy. Amo, amo!!! Vi também a versão de 1995, a série da BBC de Londres com Colin First, que lindo!!! A cena do lago é tudo!!! Indico pra quem gosta de estórias de época, e linguagem um pouco rebuscada, mas cheias de detalhe, Jane Austen, a autora, era uma mulher além de sua época, uma ótima narrativa...
 
Parte do Livro que adoro!!! Primeiro parágrafo...
 

Talita Oliveira Tem salada?

Primeiramente, o meu livro favorito de todos os tempos! Já li algumas vezes, em épocas diferentes da minha vida e ele continua sento O LIVRO:

"O Diário de Anne Frank"

Techo: "

"Com meu diário, quero dizer que pretendo ir mais adiante; não posso me imaginar vivendo como minha mãe ou a sra. Van Daan e todas aquelas mulheres que cumprem suas obrigações e mais tarde são esquecidas. Eu preciso ter algo mais que um marido e filhos, algo a que possa me devotar totalmente. Quero continuar vivendo depois da minha morte..."

O diário de Anne Frank, conta a história de uma adolescente judia, refugiada num anexo secreto nos tempos da Guerra.




O segundo livro é narrado pela "Morte" e conta a história de Liesel Memimger, uma criança alemã que cresce fascinada por livros e leitura, em meio a crueldade e turbulência da Segunda Guerra. Vale muito a pena conferir.

Trecho do prólogo:
"É só uma pequena história, na verdade, sobre, entre outras coisas:
* Uma menina
* Algumas palavras
* Um acordeonista
* Uns alemães fanáticos
* Um lutador judeu
* E uma porção de roubos"



Quem ainda não leu, vale a pena! :)

Zilma carvalho Buscando o corpo ideal

Este é um livro que ja lí e adorei.
ninguem-e-de-ninguemAlias ja li muitos livros da Zibia eles são excelentes.